Loading...

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Agenda 21 de Tanguá prioriza capacitação de professores da rede municipal

Além da capacitação dos educadores, prevista para fevereiro, Agenda prevê plantio de mudas nativas de mata atlântica no Bosque da Juventude por estudantes e líderes comunitários

A capacitação dos professores da rede municipal nas áreas de desenvolvimento econômico, igualdade social e preservação ambiental é uma das principais ações da Agenda 21 de Tanguá, lançada nesta segunda-feira (21/02), no Rio de Janeiro. O município, assim como as demais cidades do entorno do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), integra a iniciativa de responsabilidade socioambiental da Petrobras, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e a Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro. A Agenda colabora para estruturar modelos sustentáveis de desenvolvimento nas localidades envolvidas.

"A capacitação para os educadores está prevista para fevereiro. Já o plantio de mudas nativas de mata atlântica no Bosque da Juventude por estudantes e líderes comunitários, outra ação de extrema relevância para a população, começa em abril", antecipa o pastor José Barreto, coordenador do Fórum da Agenda 21 de Tanguá.

As ações concretas previstas pela Agenda devem ser empreendidas pela sociedade civil e pelos governos locais, regionais e federal. O plano é elaborado mediante a mobilização de todos os setores da sociedade em torno de um diagnóstico do município e de um planejamento do futuro com foco no desenvolvimento sustentável.

"O real significado da Agenda 21 é a participação da população no contexto social e político. Um verdadeiro exercício de cidadania", reforça Ricardo Frosini, representante da Petrobras e coordenador da implantação de Agendas 21 Locais. O projeto participativo engloba 16 áreas, como cultura, educação, habitação, meio ambiente, saneamento, saúde, segurança e transporte.

"A busca do desenvolvimento econômico de Tanguá é uma das bases da Agenda 21 do município, mas nosso esforço só valerá a pena se nossas ações estiverem lado a lado com a justiça social e com o equilíbrio ambiental", diz o prefeito Carlos Pereira. No evento, o prefeito de Tanguá completou que a Agenda Tanguá é o primeiro passo para um plano estratégico abrangendo todos os municípios do Comperj.

O coordenador do Programa Estadual da Agenda 21 da Secretaria do Estado do Meio Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Frederico Castelo Branco, compareceu ao evento em Tanguá e destacou que a Agenda 21 fortalece a democracia participativa, indo além da democracia representativa, que é usualmente praticada no país.

Até junho deste ano, Cachoeiras de Macacu, Guapimirim, Itaboraí, Magé, Maricá, Niterói, Nova Friburgo, Rio Bonito, São Gonçalo, Saquarema e Silva Jardim terão suas Agendas 21 Locais lançadas. O lançamento da primeira Agenda, a de Teresópolis, ocorreu em dezembro do ano passado.



Nenhum comentário:

Postar um comentário