Loading...

sábado, 9 de outubro de 2010

Jaques Wagner: 'Eu poderia dizer que Serra é anticristo'

Teresina  - O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), classificou de "sórdida e baixa" os ataques dos adversários à candidatura de Dilma Rousseff (PT) no segundo turno das eleições.
Jaques Wagner (PT) classificou de 'sórdida e baixa' a atitude dos adversários que atacam a candidatura de Dilma Rousseff (PT) no segundo turno das eleições
Foto: Yala Sena/Terra
Ao participar de caminhada em Teresina (PI), pedindo voto para a reeleição do governador Wilson Martins (PSB), Jaques Wagner condenou os boatos, segundo ele falsos, de que Dilma Rousseff é a favor do aborto. Wagner disse que na campanha se inventa qualquer coisa e que ele poderia até dizer que José Serra, candidato do PSDB, é um "anticristo".

"Serra não é mais cristão que a Dilma. Eu poderia diz que ele (Serra) é um anticristo. Qualquer um pode dizer. Eu poderia dizer o que quiser. Qualquer mentira pode ser dita nestas eleições", afirmou o governador.

Ao chegar em Teresina, Jaques Wagner, gravou depoimento para o programa eleitoral de Wilson Martins. Logo depois, participou de caminhada pelo centro comercial da cidade. Ele foi bastante assediado e cumprimentou lojistas. Jaques estava também acompanhado do ex-governador Wellington Dias (PT), senador eleito pelo Piauí.

Marina

Wagner acredita que a ex-ministra Marina Silva (PT) não irá apoiar nem Dilma nem Serra.

"Acredito que a postura mais esperada, não do PV, mas da Marina, é de independência. Creio que ela não indicará o voto a ninguém, até porque o voto de Marina é um voto plural", disse o governador.

Resposta do Nordeste

O governador reeleito disse ainda que o Nordeste dará resposta em favor de Dilma Rousseff no segundo turno. Ele condenou os ataques a petista.

"Vejo com muita tristeza esses boatos. Imaginava que o Brasil tivesse uma democracia amadurecida. Não imaginava que nenhum candidato se utilizasse desse tipo de ataque sórdido e baixo para ganhar uma eleição. Eleição se ganha é com projeto", declarou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário