Loading...

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

RESUMO DA IMPRENSA I

RESUMO DA IMPRENSA I

Fonte: Gerência de Imprensa da Comunicação Institucional da Petrobras



Terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Link para o Flip Clipping em Blackberry:

http://flipclipping.petrobras.com.br/flipbook/resumo-da-imprensa-11-12-12.htm

ink para o Flip Clipping em computador:

https://asp-br.secure-zone.net/v2/index.jsp?id=2225/2783/4569&lng=pt_br


DESTAQUES NA IMPRENSA

O Globo Online: “Petrobras descobre nova acumulação de petróleo leve em Sergipe-Alagoas”. O Globo, Folha Online, Valor Online, Agência Estado, Reuters Brasil, G1, Brasil Econômico Online e rádio CBN repercutem o assunto.

O principal destaque de hoje são as matérias sobre a descoberta anunciada pela Petrobras de uma nova acumulação de petróleo leve na Bacia de Sergipe-Alagoas.

O Globo Online noticia que a Petrobras descobriu uma nova acumulação de petróleo leve na Bacia de Sergipe-Alagoas, durante a perfuração do poço conhecido como Cumbe. De acordo com a matéria, o poço está localizado a 105 km de Aracaju, em profundidade d’água de 2.328 metros. Em nota, a Companhia informou que "o petróleo foi encontrado em reservatórios de boa qualidade, com 41 metros de espessura", diz o texto. A Folha Online acrescenta que a Petrobras tem 60% de participação no bloco da descoberta, e a IBV do Brasil, o restante. O Globo (26), Valor Online, Agência Estado, Reuters Brasil, G1, Brasil Econômico Online e rádio CBN repercutem a informação.

FINANCEIRO

CAPTAÇÃO

O Valor Econômico (C11) informa que a Petrobras espera fechar o ano com uma captação bruta total de recursos de US$ 25 bilhões. Segundo a matéria, esse valor é ligeiramente superior ao levantado pela Companhia no ano passado (US$ 24 bilhões) e é 56% maior que a previsão de captação bruta anual incluída no plano estratégico 2012-2016, de R$ 16 bilhões. No texto, o gerente-executivo de planejamento financeiro e gestão de riscos da Petrobras, Jorge Nahas Neto, diz que o volume de captações em 2013 deverá ser menor do que o esperado ao longo deste ano: “A gente está revendo o nosso planejamento estratégico. Só depois dessa revisão é que poderemos divulgar algum número”. Jornal do Commercio (capa, A5) e Brasil Econômico (32) também trazem o assunto.


EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO

ROYALTIES

O Correio Braziliense (15) publica artigo de Dinis Pinheiro, Presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais e do Colegiado de Presidentes dos Legislativos Estaduais, sobre os vetos da presidente Dilma Rousseff ao projeto de lei que estabelece novos critérios para a distribuição dos royalties do pré-sal. Segundo Pinheiro, “a argumentação de quebra de contrato é frágil, na medida em que não existem contratos firmados entre os entes federados para exploração dos recursos minerais e as empresas que promovem tal exploração – no caso, a Petrobras – não seriam afetadas em suas relações contratuais”.

ABASTECIMENTO

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS I

Com chamada de capa, o Valor Econômico (A3) informa que, com variações, mas nunca com uma diferença inferior a dois dígitos, o preço da gasolina vendida pelas refinarias no Brasil fechou novembro 11% abaixo do cobrado pelas fabricantes no exterior. Segundo a matéria, o número é quatro pontos percentuais maior do que há um ano e indica a defasagem entre o que a Petrobras paga ao importar combustível e o que recebe ao vender no mercado nacional. O resultado, cita o texto, além de trazer prejuízo para o setor de abastecimento da empresa, reforça a necessidade de um reajuste no preço dos combustíveis em breve.

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS II

Matéria no Jornal do Commercio (A5) sobre a expectativa do IBP (Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis) com o leilão de novos campos em 2013 cita que, em 2012, as empresas chegaram “no limite”, impossibilitadas de renovar seu portfólio de investimentos pela falta de leilões. De acordo com o texto, “a pesada reação do Governo e da Justiça” ao acidente da Chevron, no fim do ano passado, “e as ingerências políticas sobre a Petrobras, sobretudo por causa da política de preços de combustíveis”, são outros “sustos” de que as empresas interessadas em investir no Brasil tentam se recuperar, diz a matéria.

COMPERJ

O Dia (19) informa que, ao divulgar os nomes que integrarão seu primeiro escalão ontem, o prefeito eleito de Itaboraí, Helil Cardozo (PMDB), anunciou que transformará a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo em Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Integração com o Comperj.

PETROBRAS BIOCOMBUSTÍVEL

ETANOL

A Agência Estado informa que o presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, disse esperar para abril o posicionamento do governo sobre a volta da mistura de 25% de etanol à gasolina. "Na medida em que o governo tenha confiança, e nós vamos demonstrar que existe etanol disponível para, num prazo curto, responder à demanda, ele vai voltar aos 25%.". Rossetto afirmou também, de acordo com a matéria, esperar o apoio da ANP para demonstrar os bons níveis dos estoques.

PROMINP

MÃO DE OBRA

O Valor Econômico (B8) publica que a Petrobras discutirá com médias e grandes construtoras um plano para que as empresas do setor identifiquem e retenham mão de obra qualificada no setor de petróleo e gás. De acordo com a matéria, grande parte desses profissionais está migrando para outras áreas depois de formada, o que preocupa a Companhia e força, segundo o texto, uma discussão sobre formas de manter os melhores talentos que saem dos cursos gratuitos do Prominp. Segundo o coordenador-executivo do programa, Paulo Alonso, a indústria do petróleo está perdendo 40% da mão de obra qualificada para outros setores: “Vamos conversar com os contratadores para que os melhores quadros saídos do Prominp permaneçam na indústria de petróleo e gás”, declarou Alonso na reportagem.

INSTITUCIONAL

PREMIAÇÃO I

A revista Meio & Mensagem (68) publica que a 13ª edição do prêmio O Brasileiro do Ano, da Editora Três, no último dia 3, consagrou 16 personalidades que se destacaram em suas áreas de atuação, entre elas a presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster.

PREMIAÇÃO II

O SBT transmitiu a entrega do Prêmio Líderes do Brasil 2012. A Petrobras recebeu o prêmio de líder na categoria de indústria de Óleo e Gás, representada pelo diretor de Engenharia, Tecnologia e Materiais, José Antonio de Figueiredo.

PRESTÍGIO

A revista Época Negócios (20-28) publica que a Petrobras ficou em terceiro lugar no ranking das empresas de maior prestígio do Brasil, segundo pesquisa do Grupo Troiano. De acordo com o texto, o levantamento ouviu consumidores de diferentes idades, regiões e classes de renda do Brasil, que avaliaram os principais atributos das marcas corporativas. A matéria informa que a Nestlé ficou em primeiro lugar, seguida pela Natura.

JURÍDICO

SEGURO

Com chamada na capa, o Valor Econômico (C3) publica que a lentidão da Justiça brasileira pode significar mais gastos e incertezas para a maioria das empresas no País, mas para as seguradoras pode representar um mercado potencial e é uma das apostas da expansão do mercado de seguro corporativo em 2013. Segundo a matéria, para as empresas, o seguro pode ser vantajoso porque não imobiliza o capital ou limite de crédito com garantias enquanto o processo se arrasta. Além disso, diz o texto, a garantia judicial é, na média, entre 30% e 40% mais barata que a fiança bancária, de acordo com o coordenador de seguros nacionais da Petrobras, Ricardo Gama Filho. A Petrobras detém a maior apólice do mercado de garantia judicial brasileiro, com cobertura de R$ 971 milhões, afirma a reportagem.

SMES

ESTÃO DE CARBONO

Na coluna Negócios & Cia, em O Globo (28), Flávia Oliveira informa que a Petrobras participa pela primeira vez do Programa Gestão de Carbono, do CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável), que irá capacitar 100 fornecedores para fazer inventários de emissões.

MULTA

A Brasil Energia Online noticia que o Ibama negou recurso da Petrobras contra multa de R$ 24,9 milhões por descumprimento de planos de emergência para a Bacia de Santos, acertados em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), em 2009. Procurada, a Petrobras não se manifestou até o fechamento da matéria, diz o texto.

PATROCÍNIO

GOLFINHOS

O Globo (7) noticia que a equipe do Projeto Toninhas, que tem o patrocínio da Petrobras, lançou há quatro dias o vídeo-documentário “Toninhas: no limite da sobrevivência”, que retrata o drama de especialistas que tentam garantir a sobrevivência da toninha, o único golfinho brasileiro ameaçado de extinção, e também o livro paradidático “A toninha Babi e sua turma: a importância e a beleza da Baía de Babitonga”.



---------------------------//-------------------------------------------------------------------------



Todas essas matérias estão disponíveis na íntegra no Multiclipping, encontrado no Portal Petrobras (clique em Central de Serviços e digite o termo Multiclipping) ou na internet (http://www.multiclipping.com).

Nenhum comentário:

Postar um comentário