Loading...

sábado, 21 de agosto de 2010

Dilma diz que colocará metas para a país universalizar saneamento

Mauá (SP) - A candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT), afirmou neste sábado que terá como missão em seu governo colocar metas para a universalização do saneamento básico no Brasil.

“Eu considero uma das minhas missões colocar metas para o Brasil universalizar o saneamento, a água encanada e o esgoto encanado”, disse pouco antes de realizar comício na cidade de Mauá, região metropolitana de São Paulo, no início da tarde.

Dilma ressaltou que nos oito anos do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva não foi possível realizar todas as obras necessárias por causa da “herança de abandono” dos governos anteriores em relação ao saneamento.

“Em 2002, o país investia menos de R$ 300 milhões em projetos de saneamento. E obra de saneamento é muito cara. Uma obra de R$ 200 milhões serve para uma cidade de médio porte e, mesmo assim, não se dá conta de todos os problemas”, destacou.

Para atingir seu objetivo de universalizar o saneamento, Dilma disse que continuará o mesmo processo já usado no governo Lula, de negociar com todas as esferas de governo para elaborar os projetos.

“Quando começamos em 2007 a executar as obras de saneamento e habitação, nós não redigimos os projetos em Brasília e os impusemos. Se tivéssemos feito isso, não teria dado certo. Nós chamamos os prefeitos, governadores e as empresas e aí começaram a surgir projetos de comum acordo”, disse.



Nenhum comentário:

Postar um comentário