Loading...

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

PETROBRAS DESENVOLVE PLANÓLEO NO PRÉ-SAL


A Petrobras continua desenvolvendo as atividades de exploração no pré-sal. Em mais uma investida norteada pela estratégia do Planóleo, a estatal iniciou a operação do Teste de Longa Duração (TLD) do reservatório de Carimbé, na Bacia de Campos. O programa da companhia busca intensificar os trabalhos nas áreas próximas a campos que já produzem. Nesse caso, trata-se do início da exploração de petróleo no pré-sal da parte central dessa bacia sedimentar.

O Planóleo tem o objetivo de aproveitar a capacidade das instalações existentes, reduzir custos e agilizar a produção de novos volumes de petróleo. No reservatório de Carimbé, esses procedimentos estão representados pelo fato de que, após perfurado, avaliado e completado, o poço do TLD (6-CRT-43-RJS) foi interligado ao navio-plataforma FPSO P-48, que está instalado no campo de Caratinga. Dessa maneira, a infraestrutura já existente na região será utilizada para produção e escoamento também em Carimbé.

O reservatório, descoberto em maio de 2010, está localizado a 108 quilômetros da costa do Rio de Janeiro e a produção inicial prevista é de 24 mil barris por dia, durante o Teste de Longa Duração. Já a estimativa de volume potencial recuperável para o bloco é de 97 milhões de barris. Com o Plano de Avaliação de Descoberta (PAD) já encaminhado à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a Petrobras agora parte para a etapa de perfuração e avaliação de dois poços de extensão para a delimitação do reservatório.

Além da acumulação de Carimbé, já foram realizadas descobertas de petróleo no pré-sal em outras regiões da Bacia de Campos. No campo de Albacora Leste, há indícios de óleo na locação conhecida como Crealb; em Marlim Leste e em Marlim a Petrobras iniciará, em breve, testes de longa duração nas áreas conhecidas como Tracajá e Brava, respectivamente. Na porção norte da Bacia de Campos, no litoral do Espírito Santo, a região conhecida como Parque das Baleias vem produzindo petróleo do pré-sal desde agosto de 2008.

Planóleo em Sergipe

No início do ano, em Sergipe, a Petrobras colocou em prática, com sucesso, a estratégia do Planóleo. O resultado foi a descoberta de uma acumulação de petróleo economicamente recuperável estimado em 15 milhões de barris, após conclusão da perfuração do poço exploratório 3-PRM-12-SES, na área de Piranema, na Bacia de Sergipe. Apesar de não ter acontecido em camada pré-sal, a campanha foi fruto do planejamento de aproveitar a estrutura de campos já estabelecidos para desenvolver novos potenciais exploratórios.



Nenhum comentário:

Postar um comentário